Simples Nacional

Simples Nacional

Conheça o Simples Nacional e o que ele pode fazer pela sua empresa em termos de simplicidade no recolhimento dos impostos e menores valores pagos em tributos. Entre e confira os detalhes, caso tenha alguma dúvida deixe um comentário ou pergunte na nossa área de Perguntas & Respostas.

Autor : Vinícius

Site do Autor | Artigos de

Saiba o que é e quais empresas podem se qualificar para o Simples Nacional. O Brasil vive de impostos, é um fato. É a forma como os órgãos públicos têm em mãos de se manter funcionando e pagar seus funcionários. E é de conhecimento de quase todos que todos temos que pagar impostos, sejam empresários ou não. Porém, as empresas pagam bem mais.

A regra geral é que todas as empresas devem pagar impostos para continuar funcionando, e eles são vários, somando mais de 10. Porém, há algumas décadas atrás as empresas pagavam a mesma quantidade de impostos, sejam elas grandes ou pequenas e isso era um tanto injusto se for comparado à renda de cada uma delas. Por isso foi criado o Simples Nacional.

O que é o Simples Nacional?

De forma simplificada, o Simples Nacional é uma lei em que micro e pequenas empresas pagam menos tributos (impostos) se comparada às outras. É uma forma que a Receita Federal encontrou para beneficiar os empresários de menor porte, que tinham que arcar com os mesmos custos de uma grande empresa com ganhos muito maiores que a sua.

O Simples Nacional é uma espécie de programa e compromisso que o empresário irá aderir, que inclui um pacote de vantagens bem em conta. Entre elas estão:

  • Unificação do recolhimento mensal em um documento único de arrecadação, do IRPJ, IPI, CSLL, COFINS, PIS, INSS, ICMS e ISS.
  • Possibilidade de tributar as receitas à medida do recebimento das vendas
  • Redução de taxas a serem pagas e possibilidade de pagamento com cheque pré datado ou do dia.
  • Caso desista da empresa, pode-se fechá-la nos órgãos federais sem precisar quitar os débitos ou mediante acordo.
  • Dispensa de vistoria prévia para autorizar o funcionamento da empresa.
  • Dispensa de advogado para servir a empresa devidamente cadastrado, como no caso das demais.
  • Dispensa de entrega da apresentação da DCTF – Declaração de Débitos e Créditos de Tributos Federais e do DACON – Demonstrativo de Apuração das Contribuições Federais na hora do fechamento ou para renovação.

Quem pode optar pelo simples nacional?

Ter renda anual de até R$240.000,00 para a microempresa e R$ 2.400.000,00 para a empresa de pequeno porte.

Mesmo sendo uma pequena ou média empresa, alguns seguimentos de negócio não podem participar do simples. São eles: transporte de passageiros, distribuidora de energia elétrica imobiliária, empresas de crédito, factoring, comunicação, importação ou fabricação de automóveis, combustíveis, atacado de cigarros, bebidas e armas, profissionais liberais, locadores de mão de obra e de imóveis e empresas de consultoria.

Vale lembrar que uma vez optando pelo Simples Nacional, a reversão só pode ser feita após um ano. A opção será feita no momento de abertura de firma, pelo empresário ou pelo contador ou a qualquer momento, no caso de mudança de forma de tributação.

Gostou Deste Artigo? Compartilhe!



Comentarios Dos Empreendedores


  1. jair alves
    10 de agosto de 2011

    Gostaria que revisto o valor das alíquotas para empresas de pequeno p/ médio porte porque ( simples nacional ) ao meu ver
    Esta um ( simples complicado ) imagina 3% para 11,5% para quem
    Tem um faturamento entre cem mil a cento e cinqüenta mil.

    Com ( custo fixo R$21,000,00 ) não dar para tocar a empresa
    Ficou muito difícil.
    Acho que as micro não pode pensar em crescer porque o imposto mínimo e para faturamento mínimo.
    Desmotivo o pequeno empreendedor a geração de empregos
    Obrigado
    Desculpe o desabafo

    Responder


  2. Joao Junior
    17 de outubro de 2011

    Realmente por esse lado nos estamos arrumando um socio q nem investil nada e leva a maior parte do faturamento.

    Responder


  3. percio
    15 de novembro de 2011

    gostaria de saber como faço para abrir uma empresa no ramo de manutenção e assistência técnica industrial para prestar serviço para o governo em escolas, presídios e repartições publicas.

    Responder


  4. Renato Lippel
    12 de abril de 2012

    Boa tarde
    Eu e minha esposa queremos abrir uma enpresa de facçâo de camisetas gostaria de saber por onde começar? da para fazer o simples? Gostaria se possivel me passar estas informações.

    Responder


  5. leticia ferreira
    14 de abril de 2012

    gostaria de saber como faço e se facil abrir uma firma no ramo de bifê e marmitex. fica muito caro?

    Responder


  6. Carlos Ramires
    1 de junho de 2012

    Boa tarde, gostaria de saber como faço para abrir uma empresa de inspeção (prestação de serviços), tenho que entrar com um sócio para faciliatar os tramits de abertura, qual a area que posso incluir como segunda opção ? por exemplo posso ter uma empresa de informatica como principal atividade e uma de inspeção como segunda opção.

    Responder


  7. Makey Stevenson
    4 de junho de 2012

    como eu faço para abri uma empresa no ramo de Desenvolvimento de Software no simples nacional?

    Responder

  Twitter Followers